×

Corrigir

1990

rappernemo

22 anos de vida, no berço do black
Mais da metade dela respirando o rap
Hoje quem me vê sorrindo não sabe da trajetória
Do meu sangue fiz a tinta pra escrever minha história
Ser um motivo de orgulho é o que eu quero
Se não me considerarem eu mesmo me considero
Todos menosprezavam, mas nego anda e caga
Ninguém acreditava na criança gorda e gaga
Mas se eu for ligar pra merda eu não vivo
Então sempre tirei isso como forma de incentivo

A minha auto estima nunca foi problema
Desde novinho me destacando na cena
Hoje eu desbanco muita gente que é boa
Que tem nome e idade para ser o meu coroa
meu pai? ele quer que eu me cale
Mas quando eu tava no seu ovo direito eu já fazia freestyle
Se é pela arte, qualquer um se extravasa
O apoio vem da rua, mas nunca veio de casa
Eu tentei evitar conflito
Mas cansei de ser fantoche e agora vou em busca do que acredito

Cante a vitória pois derrota todo mundo tem
Se caiu então levanta pra bater também
Eu não vou, desistir
Eu não vou, fraquejar
Ninguém apaga a estrela que nasceu para brilhar
Depois do trauma, subi no palco com calma
na alma, Alguns vaiaram, e outros bateram Palma
Desde 1990, 7 de dezembro,
Eu lembro do que vivi, e relembro o que estou vivendo

Quando eu aceitei essa mis são desde o início.
com certeza já sabia que tudo ia ser difícil.
Evolui com o rap no dia a dia
Já que não tinha dinheiro pra pagar uma terapia
E é por isso que não aceito qualquer tipo de ofensa
Pensa! Isso vai fazer a sua diferença?
e sei me criticar vai te fazer melhor...
Se isso é estar ruim, imagina eu tá na pior?
respeito é pra quem tem, respeito é pra quem faz

Manda avisar que eu vou conquistar bem mais
Por aquele prato que faltava na minha mesa
e pelas fodas que me deram sem uma chance de defesa
Uma Criança sem brinquedo, com medo
Lidando com a responsa de um homem desde cedo
Não to aqui pra desejar um milhão
Pois se passei por tudo isso, eu já sou um campeão

Composição: Rapper Nemo


Veja também



Mais tocadas

Ouvir rappernemo Ouvir