×

Corrigir

Boca do Rei

Vejo a vida a andar p'ra trás,
Cada dia um sentimento,
Não há rua com saída,
Não há triste sem medida,
Não há hora sem tormento,

E caminho sem destino,
Vou perdido pelo escuro,
Não há vela que se acenda,
Não há jaula que nos prenda,
Não há espaço p'ra futuro,

Vou sozinho pela estrada,
Junto à rua de macau,
Porque a vida trás memórias
E as memórias aqui estão,
E este é so um dia mau,

Sou artista de calçada,
Com carisma e com paixão,
Tenho tempo e uma guitarra,
Tenho destino que me guarda,
Tenho alma e ambição,

A terra gira e não descansa,
E o que é passado é lembrança,
E quando vincam o que sei,
Só o resta o pouco que sonhei,
E que anda à deriva,
Na boca do rei.

Composição: Ricardo Esteves


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Ricardo Esteves Ouvir