×

Corrigir

Abençoado

Eu já nasci abençoado pelo Deus do campo aberto
Já nasci xucro e sem medo por isso que não me aperto
Posso até cair de costa que caio do lado certo
Sou abençoado sou jeitoso e carinhoso
O tipo gato dengoso que qualquer moça se apega
Sou abençoado com pena de caruré
Pois é só pintá muié que é pra já que o bicho pega
Sou abençoado e é pra já que o bicho pega

Quando tapei o chapéu no trono do meu arreio
Sou soberano do campo e laço aperto e maneio
Mas se a querência me chama até a galope me apeio
Sou abençoado sou jeitoso e carinhoso
O tipo gato dengoso que qualquer moça se apega
Sou abençoado com pena de caruré
Pois é só pintá muié que é pra já que o bicho pega
Que o bicho pega e é pra já que o bicho pega

No meu oficio campeiro risco as fronteiras do mapa
Faço assobiar uma armada que com fúria se destaca
E ao sapo de campo fino nem com feitiço me escapa
Sou abençoado sou jeitoso e carinhoso
O tipo gato dengoso que qualquer tchanga se apega
Sou abençoado com pena de caruré
Sou abençoado é pra já que o bicho pega

Nas pendengass de bolicho sou meio santo e bandido
Salvo uns e ferro outros sem me sentir constrangido
Sou filho do deus do pampa por isso sou protegido
Sou abençoado sou jeitoso e carinhoso
O tipo gato dengoso que qualquer moça se apega
Sou abençoado com pena de caruré
Pois é só pintá muié que é pra já que o bicho pega
Sou abençoado e é pra já que o bicho pega


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Xiru Missioneiro Ouvir