×

Corrigir

Guitarra, Pampa E Milonga

Xiru Missioneiro

Falado

Vai meu canto missioneiro ecoando pelas campinas
Da imensa pampa sulina percorrendo estradas longas
Mensagem que se prolonga por tudo quanto é caminho
E o bordonear deste pinho: Guitarra, Pampa e Milonga.

Cantando

Esta guitarra campeira de inspiração pampeana
Entre meus braços em galã um verso que chega e acampa
Uma silhueta, uma estampa fogoeando a noite é longa
Dedilhando uma milonga nesta imensidão da pampa
Neste alambrado de cordas que canto a América Latina
Da pampa continetina repontando três bandeiras
No sangue a estirpe guerreira, no ideal de liberdade;
Junto a simplicidade de uma raça missioneira.

De guitarra, pampa e milonga, de milonga, pampa e guitarra
Que noite a dentro se agarra, de cordas, copos e canto
Versejando um pago santo, querência onde nasci
A mística guarani no rincão que eu amo tanto.

Cada nota é um sentimento e uma expressão campezana
De uma guitarra pampeana que não xinga, nem empena
Sai notas em cadena, mesclando pátria e civismo
Ressaltando a atavismo da santa cruz de lorena.
Guitarra, pampa e milonga três ideais ajojados
Cantando chão colorado que um dia me viu nascer
Que sempre fiz renascer em cada versos que canto
Meu sagrado pago santo vou cantar até morrer.


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Xiru Missioneiro Ouvir