×

Corrigir

Meninos Sem Nome

Xiru Missioneiro

Que nome se dá
A esses viventes
Frutos gerados
Do amor e prazer
Cruzando caminhos
Carentes de tudo
Despersos nas ruas
Viver por viver
Que rumo se dá
A esses viventes
Que vivem a margem
Perdidos no tempo
A cata da sobra
Tirando do nada
Seu próprio sustento

Dorme menino e sonha na rua
Que o brilho da lua é uma benção de paz
Se tens os olhos tristonhos
É porque teus sonhos na luz se desfaz

"dorme menino e sonha na rua porque os planos de deus estao alem da nossa compreensão e só ele sabe e conhece os caminhos pra onde o mundo não tem estradas"

Coisas que a vida o hoje nos mostra
Covarde propostas que o ontem nos traz
Estampas e traços de seres vencidos
Escória, bandido
Pedintes de paz
Andante sem rumo de um mundo devasso
Levando nos braços o legado da fome
Farrapo de gente, descrentes da vida
De origens perdida, meninos sem nome

Dorme menino e sonha na rua
Que o brilho da lua é uma benção de paz
Se tens os olhos tristonhos
É porque teus sonhos na luz se desfaz


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Xiru Missioneiro Ouvir